Albuquerque mostra Madeira a crescer e “povo que nunca será cúmplice de injustiças”

galaEMpresario
Miguel Albuquerque foi à abertura das comemorações do Dia do Empresário, no Centro de Congressos do Casino, para “mostrar” uma Região em crescimento.

O presidente do Governo Regional lembrou hoje, perante empresários madeirenses e perante a Ministra do Mar, aquilo que foi a recuperação económica da Madeira nos últimos anos, um compromisso do Governo Regional, que fez “um caminho na recuperação do rendimento das famílias, sobretudo as de menores rendimentos, além do percurso no âmbito do apoio às empresas, auscultando as associações”.

Miguel Albuquerque, a dado momento da intervenção, quis deixar, com a ministra de António Costa a ouvir, a ministra do Mar Ana Paula Vitorino, e momentos antes de receber, na Quinta Vigia, o primeiro ministro, o que deverá acontecer às 17 horas, palavras de afirmação do povo madeirense perante o centralismo, dizendo que “nós, madeirenses, sofremos, ao longo da história, iniquidades, injustiças e prepotências, que foram resultado da passividade relativamente ao centralismo. Não temos que pedir desculpa a ninguém por sermos quem somos, somos um povo autónomo, insular, parte matricial da Nação Portuguesa, somos portugueses de corpo inteiro. É um povo que nunca será cúmplice das injustiças em qualquer circunstância, porque um povo que é cúmplice das injustiças, também será cúmplice da sua própria servidão”

Miguel Albuquerque, na abertura das comemorações do Dia do Empresário, no Centro de Congressos do Casino, disse que este caminho de crescimento, por parte da Região, “não aparece por acaso. Cumprimos o que tinhamos a cumprir. Temos mais investimento, mais emprego, o desemprego é o mais baixo desde há seis anos e temos crescimento em todos os setores da nossa Economia, além de mais coesão social”.

Para o chefe do Executivo Madeirense “é bom lembrar que tudo isto acontece porque temos, nos termos da nossa Constituição, a Autonomia Política Constitucional, que permite aos madeirenses e portosantenses tomarem as suas decisões. É importante lembrar isso aos nossos filho”.

Dirigindo-se à ministra do Mar, presente nestas comemorações do Dia do Empresário, disse que “o maior sucesso de política do Mar do ministério é na Madeira. Temos um Registo Nacional de Navios, um orgulho do Portugal Atlântico , que é terceiro Regsito em termos europeus. Vamos procurar ser primeiros. Temos é que trabalhar juntos, há umas questões burocráticas para resolver e é importante que o nosso País na Região consubstancie a afirmação de Portugal enquanto potência marítima”, referiu Albuquerque, que abordou “o melhor e maior centro de produção de Aquacultura do País”, que fica na Região.