PCP continua roteiro pelas obras de Santa Engrácia da Região Autónoma da Madeira

A CDU realizou hoje uma iniciativa para apresentar mais uma das Obras de Santa Engrácia da Região Autónoma da Madeira. Junto ao Bairro de São Gonçalo, o porta-voz da iniciativa, Ricardo Lume, proferiu a seguinte declaração.

“As Obras do Bairro de São Gonçalo, são sem dúvida um dos expoentes máximos das Obras de Santa Engrácia da Região Autónoma da Madeira. A 1º fase da construção do bairro de São Gonçalo teve início há mais de 10 anos e foi concluída em 2011.

Desde o ano de 2011 o início da 2ª fase da obra tem sido adiada consecutivamente.

Já por diversas vezes, com protagonistas diferentes, o Governo Regional anunciou com pompa e circunstância o início da tão desejada 2ª fase da construção do Conjunto Habitacional de São Gonçalo, mas não passou de pura propaganda.

Em agosto de 2016 o Governo Regional fez uma conferência de imprensa para inaugurar uma placa com o anuncio do início da 2ª fase do Bairro de São Gonçalo que teria um custo de 2,5 milhões de euros, pouco tempo depois da referida conferência   a placa simplesmente desapareceu.

Em junho de 2017, é novamente anunciado o lançamento do concurso para a construção de 30 habitações referentes à 2ª fase das obras do Bairro de São Gonçalo, com um custo 2,4 milhões de euros.

A 12 de Dezembro de 2017, a senhora presidente do IHM anunciou que o Governo Regional já tinha adjudicado a 2ª fase do Conjunto Habitacional de São Gonçalo.

O que é certo é que até o dia de hoje as obras ainda não tiveram início.

Enquanto este processo decorre existem dezenas de famílias alojadas provisoriamente à espera que a 2º fase do Bairro de São Gonçalo esteja concluída.

Se a empreitada já está adjudicada não é percetível porque é que as obras não avançam?

Este é mais um exemplo flagrante das obras de Santa Engrácia da Região Autónoma da Madeira.”