Madeira assinala o Dia Nacional do Doente com AVC

Imagem retirada do site http://fisioterapiamanual.com.br/

Formação para profissionais de saúde e informação para os utentes sobre a Via Verde do AVC, é assim que hoje, dia 26, a Madeira assinala o Dia Nacional do Doente com AVC celebrado a 31 de março.

No âmbito das comemorações será ainda feito um balanço dos resultados do primeiro ano de trombectomia que, segundo o Dr. Rafael Freitas, está disponível na região desde o dia 31 de março de 2017, assim como do investimento feito “num 112 orientado para a rentabilização do extra-hospitalar que está a ser informatizado e para o qual propomos um algoritmo adequado (em anexo)”, acrescenta o coordenador da Unidade de AVC do Hospital Nélio Mendonça.

Está ainda prevista uma ação de simulação dos tempos da Via Verde do AVC intra-hospitalar.

“A nossa campanha é baseada no reforço da Via Verde do AVC do componente pré-hospitalar, que é a maior lacuna a nível da Região Autónoma da Madeira, pois não há nenhum CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) ligado ao Número de Emergência Nacional, o 112. O nosso sistema de triagem pré-hospitalar está a ser reorganizado e informatizado e fazemos uma proposta de algoritmo de triagem para a suspeita de AVC, cujos pressupostos serão qualquer pessoa com suspeita de AVC, utilizando os 3 F (alterações da FALA, FACE e FORÇA), em menos de 6 horas e em doentes autónomos para atividades de vida diária devem ligar ao 112”, descreve o Dr. Rafael Freitas. Este algoritmo será divulgado entre os profissionais de saúde e a população em geral.

Esta atividade conta com o apoio da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) que, todos os anos, por esta altura, se junta às várias atividades que, de Norte a Sul do País, são organizadas por várias unidades de saúde no sentido de chamar a atenção e de informar a população sobre a principal causa de morte e incapacidade permanente em Portugal: o AVC.