Grupo Sousa passa a ter o maior porta-contentores de sempre de um armador português

Raquel S
Este é o maior navio porta-contentores de sempre de um armador português, o Grupo Sousa liderado pelo madeirense Luís Miguel Sousa.

A Empresa de Navegação Madeirense (ENM), do Grupo Sousa, a mais antiga de Portugal a operar continuamente desde 1907, adquiriu e registou, hoje, no Registo Internacional de Navios da Madeira, o navio “Raquel S” (ex Windhoek). E já tem 8 navios sob a sua gestão.
A empresa revela que este navio, o “Raquel S” é “um porta-contentores construído no Japão em 2009, pode transportar até 1.577 contentores de 20 pés, tem 172 metros de comprimento, 27,6m de boca, 9,51 m de calado, 17.280 tons de tonelagem bruta (GT) e desloca 21.443 tons (DWT). Comandado por Rui Quental e com uma tripulação de 20 elementos, iniciará, em breve, a sua primeira viagem com Bandeira Portuguesa, rumo a Tanger.
O “Raquel S” passa a ser o maior e mais moderno navio porta-contentores detido por armadores nacionais e será operado pela PCI – Portusline Containers International, do Grupo Sousa, na linha marítima entre Portugal, Marrocos, Canárias, Cabo
Verde e Guiné-Bissau, reforçando assim a frota de navios próprios do Grupo Sousa, composta pelos porta-contentores “Laura S” e “Funchalense 5”, e pelo ferry “Lobo Marinho”. Para além destes 4 navios próprios, o Grupo Sousa opera ainda mais 4
navios afretados, totalizando, assim, 8 na totalidade.