Instalações habitacionais do farol de São Jorge para a Região, pretende o PSD-M

Sara Madruga com Paulo Neves e Rubina Berardo
Os deputados do PSD na Assembleia da República acusam o Estado de desleixo nas instalações habitacionais do farol de São Jorge.

Os deputados do PSD na Assembleia da República Sara Madruga da Costa, Rubina Berardo e Paulo Neves apresentaram hoje na Assembleia da República uma iniciativa legislativa exigindo ao governo central a transferência das instalações habitacionais do farol de São Jorge para a Região.

Numa nota enviada à comunicação social, os parlamentares revelam ser necesário resolver “de uma vez por todas, esta situação e pôr um ponto final no abandono do Estado aos referidos imóveis”, disse Sara Madruga da Costa, a deputada social democrata que relembrou que esta é uma reivindicação antiga do PSD: “Há muitos anos que o PSD reivindica a transferência para a Região dos imóveis anexos ao farol de São Jorge. Estes imóveis foram construídos para alojamento dos funcionários deslocados, nunca chegaram a ser utilizados e estão a cada dia que passa cada vez mais degradados”.

A solução, de acordo com o PSD, passa pela transferência da propriedade daqueles imóveis abandonados e degradados do governo central (Ministério da Defesa Nacional e Marinha) para o património da Região Autónoma da Madeira, de modo a poder ser-lhe dada uma nova utilização.

Sara Madruga da Costa recorda que a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira aprovou ao longo dos tempos diversas resoluções recomendando a transferência das instalações para a Região, tendo também esta situação sido objecto de discussão na Assembleia da República em legislaturas anteriores, sem que até à data o governo da república tenha resolvido a situação.