Associação do Caminho Real da Madeira aprova plano de actividades para 2018

Fotos DR.

A Associação do Caminho Real da Madeira aprovou hoje em Assembleia Geral, que teve lugar no Solar do Ribeirinho em Machico, o plano de actividades e o orçamento para o ano de 2018.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, as duas dezenas de sócios presentes aprovaram por unanimidade um plano de actividades que visa:

  1. Promover os Caminho Reais num contexto de contribuir para a Madeira se afirmar como SMART DESTINATION (“Destino Inteligente”) em Turismo;
  2. Dar seguimento às propostas para classificação do Caminho Real da Madeira como património de Interesse Público e sítio de Interesse Municipal;
  3. Divulgar a Credencial e Passaporte do Caminho Real;
  4. Promover uma conferência subordinada aos Caminhos Reais da Madeira;
  5. Preparar a candidatura do Caminho Real 23 a Grande Rota de pedestrianismo;
  6. Consolidar a rede de parceiros do Caminho Real;
  7. Estabelecer protocolos com entidades turísticas e comerciais;
  8. Organizar 4 concertos EcoMusicalis em parceria com a Associação “Retoiça”;
  9. Organizar a volta à ilha no Caminho Real 23;
  10. Conferir notoriedade ao Caminho Real da Madeira;

Visitas ao Solar do Ribeirinho e às Furnas do Cavalum

Após a Assembleia Geral, ocorreu uma visita ao Núcleo Museológico de Machico – Solar do Ribeirinho guiada pela sua coordenadora, Isabel Gouveia, que discorreu sobre o património histórico, cultural e etnográfico da capitania pertencente a Tristão Vaz Teixeira.

Após esta visita, sócios e entusiastas seguiram pelo Caminho Real 23, onde o historiador Emanuel Gaspar apresentou um breve enquadramento histórico da Quinta de Sant’Ana e das Furnas do Cavalum.

A cerca de meia centena de presentes pode explorar esta formação geológica, constituída por um conjunto de 4 cavidades naturais de natureza lávica com 590 metros de extensão.

No interior das grutas observaram-se pingos de lava (estalactites), lavas do tipo pahoehoe ou encordoadas e pequenas bacias de água.

No local também foi partilhada a lenda das Furnas do Cavalum, capturando o imaginário de miúdos e graúdos, rezando que a gruta encerra um enorme cavalo com asas de morcego e que solta lume pelas ventas e, nos dias de tempestade ainda se ouvem os seus gritos: «Se em visita ao Machico / Ouvires grande tormenta / É o Cavalum nas Furnas / É o diabo que tenta…».