PPM critica também agora Diogo Lacerda Machado e também os anunciados voos charter

O PPM Madeira considerou, tal como o fizeram outros partidos, “idiota” a frase do administrador não executivo da TAP, “que recebe milhões para ter oportunidade em dizer asneiras”. O dirigente João Noronha referiu que as declarações de Diogo Lacerda Machado são “infelizes” e que “chamar de entretenimento” as críticas que os madeirenses fazem aos preços abusivos da TAP é “mesmo de quem está bem com a vida e nas tintas com a população carente”. Considerando “ofensivas” as suas afirmações, Noronha prossegue para comentar os voos charter: “Só agora… É uma prenda venenosa que não resolve os problemas com os estudantes acerca do subsidio de mobilidade”, sentencia.