Universidade da Madeira assina protocolo com o Instituto Superior Técnico

Amanhã, dia 31 de outubro de 2017, pelas 15 horas, no edifício da Reitoria da Universidade da Madeira será assinado um protocolo de cooperação entre a Universidade da Madeira (UMa) e o Instituto superior Técnico (IST), com vista à criação de um polo do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN) na UMa.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, o IPFN conta com 200 membros e é a maior unidade de investigação da área da Física em Portugal e uma das maiores da Europa.

O IPFN detém o estatuto de Laboratório Associado, atribuído pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), tendo obtido a classificação “Excepcional” na última avaliação das unidades de investigação portuguesas. Entre outras tarefas, o IPFN assegura a participação portuguesa no consórcio europeu para o desenvolvimento da energia de fusão nuclear, EUROFusion.

Com a criação do polo, a Universidade da Madeira formaliza a existência de mais uma unidade de investigação de excelência e com reconhecimento internacional, que terá autonomia financeira e científica.

O polo, que será baseado no Departamento de Física (DF) da UMa, será constituído por 9 investigadores: 5 doutorados, 2 alunos de doutoramento e 2 bolseiros de investigação.

Os membros do DF que integram o polo dedicam-se à teoria e modelização numérica da interação entre plasmas de alta pressão e superfícies. Esta é tradicionalmente uma das áreas de excelência da investigação realizada na UMa, resultando em mais de uma centena de artigos publicados nas mais importantes revistas internacionais da área, em várias teses de mestrado e doutoramento e em inúmeras palestras convidadas nos principais congressos internacionais da área.

Os membros do DF que integram o polo participaram nas últimas duas décadas numa série de projetos de Investigação com fundos nacionais e europeus e ainda conduziram projetos de investigação financiados pela indústria de alta tecnologia, nomeadamente ABB (Suécia), General Electric (EUA), Daimler (Alemanha), Airbus Industries, Philips Technologie (Alemanha).

Desde 2009, os membros do polo estabeleceram uma parceria com a empresa Siemens Corporate Research, em Erlangen, Alemanha, sendo esta parceria considerada estratégica pelas unidades relevantes da Siemens.

Atualmente a Siemens financia dois projectos do DF dedicados à investigação fundamental tendo em vista aplicações em interruptores de alta potência. Das ligações dos membros do DF à indústria de alta tecnologia, e no âmbito de um projeto de investigação financiado pela UE, resultou a instalação de lâmpadas altamente eficientes de halogenetos metálicos em algumas ruas da baixa do Funchal, representando uma poupança de energia na ordem dos 50%.

A criação do polo do IPFN na UMa aumenta a capacidade de investigação da UMa, estreita as
excelentes relações institucionais existentes entre a UMa e o IST, e alarga o leque de áreas científicas para as quais a UMa tem acesso a fundos europeus para investigação e desenvolvimento destinados a regiões ultra-periféricas.

Para além do Reitor da UMa, Prof. Doutor José Carmo, estarão presentes na assinatura do Protocolo o Presidente do IST, Prof. Doutor Arlindo Oliveira, e o Presidente do IPFN, Doutor Bruno Gonçalves.