“Nova Mudança” tira partido do nome para ficar à frente da CDU, do “Funchal Forte” e do PTP

O rosto da “Nova Mudança”, Roberto Vieira.
Logotipo José Alves

O resultado obtido pela coligação “Nova Mudança” no Funchal não é apenas corolário do trabalho desenvolvido por Roberto Vieira e a sua equipa.

A ‘Nova Mudança’ ficou à frente da CDU e do “Funchal Forte” o que se explica, também, pela nome da coligação e pela designação “Mudança”.

É o que dizem fontes contactadas pelo Funchal Notícias, designadamente da coligação “Confiança”.

Tais fontes garantem que muitos eleitores terão votado na “Nova Mudança” convencidos que estariam a votar na “Confiança”, embalados pela designação das Autárquicas de 2013.

Recorde-se que, no Funchal, para a Câmara, a “Nova Mudança” (coligação MPT.PPV/CDC) obteve 3,9% dos votos (1657 votos quando estão apuradas 9 das 10 freguesias) ficando à frente dos 3,41% da CDU, dos 2,41% do “Funchal Forte” e dos 2,16% do PTP de Raquel Coelho.

No fundo, diz a fonte contactada pelo Funchal Notícias, “a Nova Mudança beneficiou da Confiança como o PCTP/MRPP tem beneficiando do PCP”.