“Cafôfo desiludiu, Rubina não entusiasma e a alternativa é o CDS/PP”, diz Rui Barreto para meio milhar de apoiantes

Rui Barrteo 5º dia CDS __04
Rui Barreto falou hoje para mais de 500 pessoas na sede da Liga dos Combatentes.

Para uma plateia de meio milhar de apoiantes, juntos na sede da Liga dos Combatentes, o candidato do CDS/PP à Câmara do Funchal antigo paiol, afirmou-se confiante “num bom resultado”, disse que “a verdadeira sondagem é aquela que o povo irá ratificar no dia 1 de outubro”, até lá promete continuar a trabalhar “com humildade nesta candidatura construtora de ideias, disponível para aceitar e responder de forma elevado à responsabilidade que o eleitorado do Funchal vier a conferir-lhe no dia das eleições”.

Neste evento, participaram todos os candidatos às Juntas de Freguesia, a equipa da Vereação e os candidatos à Assembleia Municipal. Rui Barreto foi várias vezes interrompido com os aplausos dos presentes, em particular quando referiu algumas das suas propostas para a Cidade e quando mencionou que “o Paulo Cafôfo desiludiu, a Rubina não entusiasma e promete fazer agora o que não fez em oito anos na Câmara e dois anos e meio no Governo, a alternativa é a candidatura do CDS-PP”.

De Paulo Cafôfo, Rui Barreto disse que quando alguém “muda de nome é porque tem vergonha do seu passado”, numa alusão ao facto de a “Mudança” passar a chamar-se “Confiança”, talvez porque “na verdade não houve mudança nenhuma”.

Rui Barreto voltou a pedir respeito pelo dinheiro dos contribuintes e criticou o facto do atual presidente da Câmara “querer trazer a polícia municipal para transferir custos da Administração Interna para os funchalenses”.

Voltou a defender uma Câmara eficaz, menos burocrática, mais rápida, que “valorize cada munícipe e de cada investidor”. Apontou objetivos para as famílias, para os idosos, para uma “melhor qualidade de vida”.