Movimento “Ribeira Brava em Primeiro” apresenta propostas

O movimento de cidadãos livres e independentes “Ribeira Brava em Primeiro (RB1)”, que se uniu em torno do actual autarca ribeirabravense, Ricardo Nascimento, apresentou ontem o seu manifesto para os próximos quatro anos de mandato. Caso vença as eleições autárquicas, Ricardo Nascimento e a sua equipa propõem-se a “liderar a autarquia de forma honesta e transparente, sempre com a Ribeira Brava em Primeiro”, refere um comunicado de imprensa.

É também sua vontade “concretizar os projectos desenvolvidos no actual mandato, por forma a proporcionar um concelho da Ribeira Brava mais moderno e aprazível para a população residente e para os visitantes”, refere.

Áreas como a inovação, a educação, saúde, a área social, o urbanismo, o turismo, a cultura, o comércio e os transportes são algumas das quais o Movimento Ribeira Brava em Primeiro assume intenção de implementar propostas “que reconduzam a Ribeira Brava ao caminho do dinamismo e da evolução”. Entre outras, o emprego, a agricultura, segurança e a qualidade de vida dos cidadãos ribeirabravenses são “preocupações que importam atender e melhorar, agora que as contas da Câmara estão equilibradas”, refere a nota.

Ricardo Nascimento e o seu actual executivo camarário receberam uma autarquia endividada em cerca de quinze milhões de euros, numa Câmara onde as receitas rondam os cinco milhões por ano e num concelho com pouco mais de treze mil habitantes, recorda-se., “Ainda assim, Ricardo Nascimento reduziu o passivo em dez milhões de euros e implementou projectos em diversas áreas, na educação, no social, cultural e ainda com algumas pequenas obras executadas para servir todo o município”.