Emanuel Freitas diz que o bairro da Torre não tem condições mínimas de habitabilidade

O candidato socialista à Assembleia Municipal de Câmara de Lobos, Emanuel Ferreira de Freitas, foi ao Bairro da Torre denunciar que esse local “não tem as mínimas condições de habitabilidade e que a autarquia não pode fugir às suas responsabilidades”, refere uma nota de imprensa.

Emanuel Freitas referiu que ao longo dos anos a população residente naquele bairro ouviu promessas, viu a colocação de vários cartazes de requalificação e reconstrução do espaço. Contudo, o Partido Socialista diz que até agora não tem visto nada e que “a Câmara Municipal de Câmara de Lobos não pode se excluir do seu papel e deixar que esta situação continue a se degradar (…)”.

O candidato à Assembleia Municipal camaralobense disse, por sua vez, que se verifica a colocação de antiferes, que normalmente servem para a consolidação marítima, mas que, neste caso, estão a servir para sustentação de muralhas. Em algumas situações, disse o Emanuel Freitas, “alguns desses antiferes já estão a ceder, colocando claramente em perigo a população e os seus bens”.

A candidatura do PS recordou que constam no Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Região (PIDDAR) cerca de oito milhões de euros para a requalificação progressiva do Bairro da Torre mas afirma que o executivo de Miguel Albuquerque continua sem executar as devidas obras de requalificação. Neste sentido, responsabilizou também a actual candidata do PSD à Câmara Municipal do Funchal, Rubina Leal, pelas falhas nesta matéria.

Face ao exposto, o orador disse que “é tempo de mudar, é tempo de punir quem os iludiu com promessas falsas”. E afirma que a candidatura socialista faz promessas coerentes.