Queda de pedras quase todos os dias na estrada regional Santana-Arco de São Jorge

Santana-S. Jorge A
A imagem corresponde a operações de limpeza numa derrocada recente na estrada Santana-Arco de São Jorge.
pedras capa
São frequentes as derrocadas e muito frequentes a queda de pedras soltas na estrada. Um perigo para a população que diariamente faz o percurso.

A população está preocupada com a frequência da queda de pedras na estrada regional que liga Santana ao Arco de São Jorge. Quase todos os dias ocorrem derrocadas e, invariavelmente, os funcionários procedem à limpeza. Ontem mesmo, vários condutores deram conta de novas pedras, algumas de grandes dimensões, considerando que, às vezes, “é um completo milagre” não provocar mais consequências.

Na verdade, o problema não é novo. Só que quem tem que fazer aquele percurso todos os dias revela-se preocupado com o que está a acontecer sem que existam soluções que visem minimizar a situação. Uma dessas pessoas, que habitualmente cumpre aquele trajeto, é o professor David Monteiro, candidato da CDU à Câmara de Santana, que tem vindo a denunciar a situação na sua página de facebook e em iniciativas partidárias, mostrando imagens que, como diz, “tornaram-se infelizmente familiares para quem passa todos os dias”.

Santana-Arco ontem
Ontem, registou-se nova queda de pedras, mas a imagem foi captada já depois da limpeza, sendo ainda visível a zona de impacto.

No caso de ontem, pouco depois da queda de pedras, houve limpeza e a estrada ficou totalmente transitável. Mais na qualidade de residente em Santana do que propriamente de candidato, David Monteiro quer “uma intervenção mais profunda por parte das entidades competentes”, sublinhando que “as operações de limpeza são importantes, mas mais relevante do que isso é resolver o problema ou minimizá-lo, prevenindo situações que poderá ocorrer com consequências mais graves”.

Santana Arcode São Jorge ontem
A escarpa está num estado visivelmente vulnerável, não sendo de surpreender o desprendimento de terras e pedras.

As fotos que hoje publicamos, porque envolvem uma realidade do dia a dia das populações do concelho de Santana, demonstram momentos de obstrução da estrada, com máquinas a trabalhar numa derrocada recente. Outras fotos são de ontem, depois das limpezas, mas onde são visíveis as zonas de impacto em nova queda de pedras testemunhada por vários condutores que ali circulavam a meio da manhã.