JPP entregou listas ao concelho de Santa Cruz com “humildade” mas “provas dadas”

Mais determinado, com a mesma humildade de há quatro anos, com trabalho feito e com uma autarquia recuperada em termos financeiros. Foi assim que Filipe Sousa, candidato do JPP à Câmara de Santa Cruz, entregou, esta tarde, as listas de candidatos no Tribunal, conforme salienta o partido.

“Ao contrário daqueles que dizem que já ganharam, nós temos essa vontade de ganhar, mas sabemos que ela depende do povo. Por isso, faço um apelo humilde para que o povo deste concelho acredite em nós, porque a nossa humildade, a nossa determinação, a nossa competência, a nossa vontade de querer fazer está ainda mais reforçada. E se fizemos o que fizemos em circunstâncias adversas, o povo deste concelho que imagine o que se poderá fazer com uma câmara completamente recuperada do ponto de vista financeiro”, desafiou.

Do trabalho realizado, o autarca e candidato destacou a recuperação financeira e um conjunto de investimentos em todas as freguesias do concelho: o asfaltamento do centro do Caniço, o asfaltamento da Estrada Avelino Pinto e da Estrada João Gonçalves Zarco,  que vai para o terreno ainda esta semana., o asfaltamento da Estrada Maria Ascensão, na Camacha,  o abastecimento de água às zonas altas  de Gaula e da Camacha, a repavimentação de algumas acessibilidades, o Caminho da Lombada, os parque infantis, o cemitério do Caniço. Tudo investimentos extremamente importantes e que não eram feitos há décadas. ”Mas o que me deixa verdadeiramente orgulhoso e com ainda mais determinação é o facto da nossa matriz social ter sido cumprida e concretizada. Falo do reforço da atribuição de bolsas de estudo, da criação e reforço do Fundo de Emergência Social, que chegaram a largas centenas de pessoas, da recuperação de imóveis, cujo procedimento que está agora em curso, e da distribuição de manuais escolares aos alunos do primeiro ciclo, que avança já em setembro.”

Filipe Sousa pediu ao povo para acreditar, até porque foi esse mesmo povo que, desde a primeira hora, “compreendeu as nossas dificuldades. Por isso, deixo também um alerta no sentido de que não podemos voltar ao passado, porque aqueles que dizem que já ganharam, são os mesmos que delapidaram por completo o concelho de Santa Cruz. É isso que nós não queremos.”