Ricardo Sousa foi apresentar sugestões à ARM

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Machico pretende que seja instituído um regime de recolha porta-a-porta no comércio da cidade e reforçado o número de contentores por todo o concelho.

Estas sugestões que foram apresentadas à empresa Águas e Resíduos da Madeira (ARM), responsável pela gestão da rede de abastecimento de água em baixa, numa reunião realizada ontem com a presidente do Conselho de Administração, Nélia Sousa.

“O Ambiente é uma das nossas prioridades e queremos, em parceria com a empresa concessionária, encontrar as melhores soluções não só ao nível do abastecimento como também da recolha de resíduos sólidos”, afirmou Ricardo Sousa, salientando que a defesa do ambiente passa também por sensibilizar as pessoas para as boas práticas, seja através de campanhas nas escolas, seja para a população em geral.

Só para o abastecimento de água, está, neste momento, a ser realizado pela ARM um investimento de 5,4 milhões de euros, com o intuito de renovar a rede e reduzir as perdas, para além do que já foi feito na instalação das ilhas ecológicas ao nível da recolha do lixo.

Nesta reunião, foi também referida a questão das tarifas social e familiar que já se encontram em vigor no concelho de Machico, desde o mês de Abril, destinadas, no primeiro caso, a agregados com carências económicas e, no segundo, àqueles com cinco ou mais elementos.

Para Ricardo Sousa, esta é mais uma forma de apoiar as famílias do concelho, lembrando que, “apesar das ameaças da actual vereação, durante a campanha eleitoral, com vista à saída do concelho da ARM, a verdade é que, ao se manter na empresa, o executivo camarário reconhece que esta foi a melhor opção para Machico e para os machiquenses”.