Palácio de São Lourenço associa-se ao Dia Internacional dos Museus com palestras, visitas e concertos

O Palácio de São Lourenço associa-se ao Dia Internacional dos Museus, este ano sob o tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível nos museus”. Aberto ao público desde 1995, o Palácio onde reside o representante da República não é um museu, mas uma “colecção visitável”, partilhando embora com os museus o empenho na conservação, estudo e divulgação dos bens móveis à sua guarda, bem na promoção da acessibilidade dos visitantes.

Na quarta-feira, dia 17, pelas 16h00, a iniciativa “Olhares sobre o Palácio” incidirá sobre “Histórias e descobertas no Palácio de São Lourenço”, informa-nos um comunicado. Nesta palestra, a responsável pela Área Museológica, Margarida Camacho, abordará histórias pouco conhecidas do Palácio ao longo do séc. XX e algumas descobertas surpreendentes do seu património nas duas últimas décadas.

Já a 18 de Maio, entre as 9h30 – 12h00, decorre a 10ª edição do percurso orientado: “De Palácio a Palácio: um percurso pela Cidade do Funchal (do Palácio de S. Pedro ao Palácio de S. Lourenço”, que tem como público-alvo crianças do 1º. Ciclo do Ensino Básico. Esta iniciativa resulta da colaboração entre o Grupo “Amigas das Escolas da Madeira”, a Secção Didáctica do Museu de História Natural do Funchal e os Serviços da Área Museológica do Palácio de São Lourenço.

Entretanto, pelas 10h00 e 14h30 haverá visitas livres ao Palácio e jardins.

Já às 10h15 e 11h00 as visitas estão reservadas a grupos, por inscrição prévia.

Ainda no âmbito do Dia dos Museus, o Salão Nobre do Palácio vai acolher no dia 19, pelas 18h00, o concerto “Jardim Harmónico” um dos concertos da Festa da Flor promovidos pela Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura. Actuarão Norberto Gonçalves da Cruz (bandolim) e Giancarlo Mongelli (cravo).

A entrada neste evento é livre, mas o acesso estará condicionado à capacidade da sala, pelo que poderão ser levantados bilhetes de acesso na recepção do gabinete do representante da República, das 10h00 às 17h00.