Comissão Política do PS-M decidiu adiar o congresso para depois das eleições autárquicas

A Comissão Regional do PS-M reuniu ontem sob a presidência do histórico Gil França, num encontro que serviu para análise da situação política regional e para debater se a altura é, ou não, apropriada para a realização de um congresso, no decurso dos próximos dois meses, uma vez que, do ponto de vista estatutário, ele deveria realizar-se neste prazo. Mas, disse Gil França, depois de um longo e profundo debate sobre as vantagens que poderiam resultar da realização dum congresso em vésperas de eleições autárquicas, eventualmente relançando a imagem do partido e contribuindo para uma maior presença do mesmo em diversas autarquias, acabou por concluir-se, isso sim, que seria melhor adiar o congresso para data posterior. Essa decisão foi tomada “por larguíssima maioria”, que inclui a própria direcção do PS, porque se entendeu que “poderia haver alguma perturbação do processo autárquico”.