Operação nos portos do Funchal e Porto Santo para atualizar a cartografia náutica

comandante Sousa Pereira (ZMaritimaMad)
O comandante Sousa Pereira e a chefe da missão da brigada hidrográfica, 1º tenente Ana Nunes.

O comando da Zona Marítima da Madeira, em articulação com o Instituto Hidrográfico, está a proceder ao levantamento dos fundos marinhos da Região, operação que vem sendo desenvolvida há algum tempo e que ontem teve uma particular incidência no porto do Funchal.

A bordo da embarcação “Mergulhão”, do Instituto, que é responsável pelos levantamentos nos portos da Madeira e do Porto Santo, foram dados a conhecer, aos jornalistas, alguns dos aspetos mais relevantes deste trabalho.

cartografioa
A operação visa a atualizar a catografia náutica.

A iniciativa, como refere o comandante da Zona Marítima da Madeira, Sousa Pereira, visa mostrar a capacidade que existe hoje em dia, por parte do Instituto Hidrográfico, de proceder aos levantamentos hodrográficos necessários à atualização da cartografia náutica nacional e internacional.

O comandante Sousa Pereira refere que a cartografia está em permanente atualização e esta operação que se desenrola, insere-se no compromisso do Chefe de Estado Maior da Armada em fazer deslocar esta capacidade operacional para fazer uma atualização nas áreas da Madeira, nomeadamente porto do Porto Santo, porto do Funchal e Selvagens, mas também alcançando outras áreas marítimas da Região.

Mergulhão lança
A embarcação “Mergulhão”, do Instituto Hidrográfico, faz o levantamento nos portos do Funchal e Porto Santo.

No que toca ao porto do Porto Santo, foram recolhidas imagens do fundo do mar, especificamente na zona onde se encontra afundado uma corveta e um navio mercante madeirense, que deverão ser analisadas pelo Instituto Hidrográfico, que por sua vez, se considerar haver razões, apontará eventuais anomalias.