Morreu o profissional da RDP-M Miguel Camacho

Ao longo de muitos anos tratou do som para que as ondas da rádio chegassem a todos nós.

Foto partilhada por David Sousa, facebook.Morreu ontem o profissional da RDP-Madeira, Miguel Camacho.

Em muitas emissões directas do exterior dos estúdios era ele que, enquanto técnico, assegurava que tudo funcionasse.

Foi ele que, por exemplo, a 29 de Julho de 1988, no Teatro Municipal, assegurou o som em direto do espetáculo de homenagem a Tony Cruz, recordado em Maio de 2016 na série de programas “Música Conversada”, feito no Museu das Cruzes.

Foi também Miguel Camacho, na gravação e mistura, que, nos estúdios da RDP, em 1993, gravou o som do CD da banda “Pilares de Bânger” que tinham conquistado o primeiro prémio do “Super FM Rock” ou “Ant3na Rock” como passou a chamar-se de 1997 até 2004, data da última edição.

Em 1995, nesse mesmo concurso, gravou também o CD da banda Et7ra.

Aos familiares e amigos assim como à RDP-M, o Funchal Notícias endereça condolências.