Governo Regional contrai empréstimo de 85 milhões de euros

Imagem: montepio.pt
Imagem: montepio.pt

O Conselho do Governo reunido em plenário em 30 de novembro resolveu fixar em 85 milhões de euros o montante da dívida flutuante/empréstimos de curto prazo a contrair em 2017 “para fazer face às necessidades transitórias e pontuais de tesouraria do ano económico de 2017”.

Segundo a resolução hoje publicada, a adjudicar foi feita ao Banco BPI, ao Banco Comercial Português, à Caixa Geral de Depósitos, ao Banco BIC, à Caixa Económica Montepio Geral e à Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo.

A contratação de empréstimos faz-se na modalidade de conta corrente.

“No próximo ano a Região Autónoma da Madeira terá de amortizar empréstimos de médio e longo prazo, estando previsto, para o efeito, a contratação de empréstimos no valor de 250 milhões de euros, que poderão gozar da garantia do Estado, mas que, por essa circunstância, apenas poderão ser contratualizados a partir de janeiro do próximo ano, sendo necessário garantir fontes de financiamento alternativas para o pagamento das amortizações que se forem vencendo”, justifica a resolução.

“As condições financeiras são vantajosas, já que o custo médio do financiamento, para um montante de 85 milhões de euros, é na ordem dos 1,55%”, revela.