Ryanair demonstra interesse em voar para a Madeira

/LC/

aeroporto06

(Por PressTur) “Não ficaria surpreendido se começássemos a voar para a Madeira em alguma altura do próximo ano”, declarou hoje em Lisboa o CEO Ryanair, Michael O’Leary, que também revelou que a low cost esteve a ponderar se avançava para o Funchal ou para a Terceira (Açores), como acabou por acontecer.

O’Leary, que há uns anos descartava voar para o Funchal, por considerar que o esse aeroporto tinha custos demasiado elevados, hoje em conferência de imprensa assumiu decididamente o interesse da Ryanair em ter voos de/para a Madeira e que está em conversações nesse sentido.

“Ainda não chegámos a acordo, mas é um dos aeroportos em Portugal em que estamos activamente em discussões”, disse hoje em Lisboa o CEO da low cost.

Este Inverno, revelou ainda O’Leary, a companhia ponderou “entre fazer [voos de/para] Funchal e Terceira e pensámos que havia uma oportunidade melhor para nós na Terceira”

Contudo, prosseguiu, “não ficaria surpreendido se começássemos a voar para a Madeira em alguma altura do próximo ano”.

O’Leary realçou que, porém, uma vez que a companhia tem bases em Faro, em Lisboa e no Porto, quer é “crescer rapidamente nesses aeroportos”, acrescentando que “não há restrições para crescer em Faro e não há restrições para crescer no Porto, onde vamos esta tarde fazer uma conferência de imprensa para falar de crescimento no Porto no próximo ano”.

“O único aeroporto onde estamos a ser impedidos de crescer rapidamente é Lisboa e as razões que nos impedem de crescer não são justificadas ou válidas, são constrangimentos artificiais, pensamos nós que será assim porque a ANA não quer abrir o Montijo ou então quer proteger a TAP de mais concorrência. Precisamos dessas restrições removidas”, acrescentou.