Estepilha! Esta vida de secretário regional não dá tréguas…

secretarios
Foto Rui Marote

O Estepilha bem sabe que esta vida de secretário regional é bem dura. É despacho para cá, inauguração para lá, correria para responder aos lobbies, puxões de orelhas do chefe e dos seus humores e a vida são dois dias, apesar de parecer eterna.

No meio de tanta azáfama, o FN surpreendeu hoje os secretários regionais da Saúde e dos Assuntos Parlamentares e Europeus num “stop” para o café, após a reunião de governo, na Quinta Vigia. O ex-diretor regional das Estradas, Filipe Ferreira, hoje aposentado das lides políticas e do pressing de corrigir alcatrão a todo o transe, fazia companhia aos entediados políticos desta praça.

Tudo isto no Café do Teatro, obviamente, onde desfila diariamente a elite intelectual desta terra, um “must” para reencontros e pausas. Nalguns casos, a azia é grande e lá vai água com gás e o veneno (leia-se café).

Faria Nunes preparava-se para rumar ao aeroporto para receber o presidente de Saint Martin, outras obrigações oficiais claro está, para além de nos tratar da saúde.

Já Sérgio Marques leva tudo em lume brando mas não deixa a cozinha por créditos alheios. De sorriso pronto, o político que trata do Parlamento, da Europa e das Obras aparenta calmaria, num ritmo slow down, perante os dossiers polémicos, de que é exemplo apenas a pequenita obra nas ribeiras, no coração do Funchal.

O Estepilha ousa adivinhar o pensamento de Filipe Ferreira: “Do que eu me livrei em bom tempo…”