46 novas ajudantes domiciliárias reforçam apoio a idosos da região autónoma

/LC/

Foto: madeira.gov
Foto: madeira.gov

A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM (ISSM, IP-RAM), promoveu a formação inicial de 46 novas profissionais do Serviço de Ajuda Domiciliária, num reforço de recursos humanos indissociável dos objetivos inerentes ao Plano Regional para o Envelhecimento Ativo 2016-2019, aprovado em Conselho de Governo a 25 de fevereiro.

A cerimónia de entrega de certificados decorreu na quarta-feira, 2 de março no Estabelecimento Vale Formoso.

As 46 novas ajudantes domiciliárias irão integrar equipas dos Centros Sociais e Paroquiais de São Bento e de Santo António, bem como da Associação Causa Social, na sequência de acordos de cooperação celebrados entre estas e o ISSM, IP-RAM.

Na ocasião, a Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rubina Leal, realçou os desafios colocados pelo envelhecimento à sociedade, os quais exigem novos modelos de intervenção.

“O fenómeno do envelhecimento é inquestionavelmente positivo e constitui prova de todos os avanços alcançados pela Humanidade”, referiu a governante.

“Contudo, o envelhecimento poderá ser um paradoxo, porque associa uma maior longevidade aos riscos de dependência.

E é necessário apostar na prestação de cuidados personalizados e individualizados no domicílio, permitindo envelhecer em segurança e com dignidade. Esta demanda implica um trabalho colaborativo entre todos os intervenientes, as próprias pessoas, família, comunidade e IPSS.

Este é um dos objetivos do Governo. Estamos a cumprir, cientes que fomentar a manutenção do idoso no seu meio natural de vida e incrementar o apoio domiciliário é a melhor solução”, concluiu.