Vespa do castanheiro provoca graves prejuízos no ambiente

vespa 2 A vespa do castanheiro está a causar graves problemas nos ecossistemas ambientais também na Madeira e merece a intervenção célere das entidades competentes.

O alerta tem sido feito pelo eng. Manuel Pita, ex-diretor regional de Agricultura e estudioso na área da entomologia e agronomia, no seu facebook, com evidente preocupação pelos estragos que está a causar.

manuel pita
Manuel Pita continua a alertar para os riscos.

O FN reproduz esse alerta.
“Os soutos da Madeira, como os de Portugal e da Europa, estão gravemente parasitados pela praga Drycosmus kuriphilus, trazida por plantas importadas da China.
De acordo com a revista Sulco, está vespa é originária da China e põe os ovos na base dos botões florais dormentes e as suas larvas desenvolvem-se na primavera numa galha.
Na Ásia, uma vespa (Torymus sinensis) parasita este cinipídeo, coexiste com ele e permite controlá-la. Embora presente na Europa, é muito rara e a sua multiplicação é lenta. Em França, após as primeiras disseminações, tem-se vindo a estabelecer lentamente. Deve ser disseminada no momento propício, a fim de pôr os ovos nas galhas, como explica Nicolas Borowiec da Agrobiotech-INRA de Sophia Antipolis. De acordo com a informação disponibilizada na revista da John Deere, será necessária uma década para controlar o cinipídeo dos castanheiros.
E nós como estamos? Interessados em adaptar o conhecimento de outros tecnicamente mais evoluídos ou conformados com a nossa sina, com o nosso fado? Afinal somos ou não somos portugueses?
Junto algumas fotografias que retirei da internet, da praga e dos seus efeitos no castanheiro, sendo a última a da vespa Torymus.
Para saber mais: http://www.waldwissen.net/…/s…/insekten/inra_cynips/index_FR
http://www.castaneasativa.es/…/128-dryocomu-kuriphilus-avis…