Lukashenko diz que foram ultrapassadas “linhas vermelhas” [vídeo]

¡AF!