Emanuel Câmara chama “mentiroso” a Humberto Vasconcelos

Foto Rui Marote

O presidente da Câmara Municipal do Porto Moniz veio refutar hoje, num comunicado, as acusações tecidas pelo secretário regional da Agricultura e Pescas, Humberto Vasconcelos, quando este último afirmou que Emanuel Câmara tinha proibido funcionários da edilidade de participar numa formação da responsabilidade do Governo Regional.

“Depois de uma cena de teatro ensaiada e protagonizada ontem, na Assembleia Legislativa da Madeira, entre o Sr. Secretário Regional da Agricultura e Pescas e o reaparecido Sr. Deputado Francisco Nunes, só há uma conclusão a retirar: O Sr. Secretário é mentiroso, e fiz questão de dizê-lo hoje, em Reunião de Câmara e de Assembleia Municipal, na presença dos membros eleitos pelo PSD, dos quais não recebi qualquer contraposição que fundamente as declarações do Dr. Humberto Vasconcelos”, refere o edil do Porto Moniz numa nota às Redacções.

Depois da notícia vinda a público, diz Emanuel Câmara, “fiz questão de reunir com o meu executivo para perceber a veracidade desta acusação. Não entrou, formal ou informalmente, qualquer pedido de funcionários da Autarquia de Porto Moniz para participação em formação de aplicação de produtos fitofarmacêuticos”.

O comunicado termina com esta declaração: “Inclusivamente, se a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, se tivesse dignado facultar, à Câmara Municipal de Porto Moniz, alguma informação, dando conta que tal formação teria lugar neste concelho, seríamos os primeiros interessados em designar alguns funcionários da própria Autarquia para que pudessem ser certificados na área em questão. Termino com um desafio ao Sr. Secretário: Quantifique e evidencie tais pedidos. Até lá, para mim, será sempre mentiroso”.