Celebrações assinalam aniversário da morte da Madre Virgínia



*Sílvio Mendes

O grupo de oração pela beatificação da Madre Virgínia vai celebrar o 89.º aniversário da morte da mesma com um novenário, a partir do dia 9 de janeiro na igreja de Santo António.
A missa solene será no dia 17 de Janeiro pelas 19 horas . O grupo convida à participação nesta celebração para agradecer a Deus as virtudes com que dotou esta Mulher madeirense e pedir a sua pronta beatificação.
Nascida no sítio do Lombo dos Aguiares, freguesia de Santo António, Funchal, no dia 24 de outubro de 1860, Madre Virgínia da Paixão foi a última Abadessa do Convento das Mercês, das Irmãs Clarissas.
Contemplativa por excelência, durante toda a sua vida foi enriquecida por dons e graças místicas que os contemporâneos desconheciam, mas adivinhavam que, por detrás da piedade e devoção à Eucaristia quotidiana daquela mulher se escondia uma alma de grandeza insuspeita e que a sua oração junto de Deus deveria ter uma grande força.
Na sequência da perseguição Ordens Religiosas movida pela implantação da República (1910), a Madre Virgínia foi viver para a casa da família, no Lombo dos Aguiares e onde hoje se encontra um Mosteiro, sempre venerada com fama de santidade pelo povo simples e humilde.
Faleceu a 17 de janeiro de 1929.