Passe sub-23 para estudantes universitários na Madeira motiva troca de argumentos entre jovens do PSD e do PCP

universidade UMa 1
JSD e JC defendem o passe sub-23 para estudantes universitários na Madeira. E discutem quem chegou primeiro á “luta”.

Um comunicado da JSD/M insurge-se contra a posição da Juventude Comunista sobre o passe sub-23 não aplicável na Madeira, sublinhando a estranheza pelo facto de só agora aquela organização de juventude do PCP vir abordar a questão que já foi alvo de proposta na Assembleia da República.

Diz o comunicado da JSD ser “um facto que o passe sub23 “(…) destina-se aos estudantes, matriculados e inscritos no ensino superior, até aos 23 anos, inclusive, e confere o direito ao transporte nas mesmas condições dos restantes títulos de transporte mensais em vigor” (artigo 2º, Portaria 261/2017). É, também, um facto que esta realidade não está em vigor na Região Autónoma da Madeira e, portanto, estão os nossos estudantes a ser prejudicados e discriminados, uma vez mais, pelo Estado que, supostamente, não deveria fazê-lo com ninguém”.

 Lembra ainda a JSD/M que “perante esta injusta diferenciação, a JSD Madeira mostrou-se, desde a primeira hora, ao lado dos jovens estudantes, defendendo os seus interesses e levando as suas reivindicações a quem de direito. Reunimos com a Associação Académica da Universidade da Madeira, abordando esta e outras questões, transmitimos e pedimos que fossem desencadeados esforços  no sentido de mudar a situação junto do Grupo Parlamentar do PSD à Assembleia Legislativa da Madeira e contestamos, por diversas vezes, esta medida, denunciando-a, inclusive, aos deputados do PSD à Assembleia da República”.

Os jovens da JSD acusam o Governo da República de ter  “na gaveta” a proposta de lei apresentada pelo PSD e aprovada por unanimidade, a 13 de Julho deste ano, na Assembleia Legislativa da Madeira, que tem como objectivo incluir os estudantes do ensino superior, dos estabelecimentos de ensino da Madeira e dos Açores, nos apoios do ‘passe sub 23’. Proposta, essa, que ainda não foi discutida em plenário”. E por isso, dizem que “vir a público, apenas agora, a Juventude CDU-Madeira valorizar uma proposta apresentada na Assembleia da República pelo Grupo Parlamentar do Partido Ecologista “Os Verdes”, demonstra não só a falta de propostas para a juventude, bem como, a falta de atenção para com a realidade dos madeirenses, tantas vezes discriminados e colocados de lado, quais portugueses inferiores”.

Sobre o mesmo assunto, a JC acusa a JSD/M de “falta de memória”, lembrando que “ao longo de muitos anos no Parlamento da Madeira, através do nosso Grupo Parlamentar, apresentamos propostas para a criação na Região de um “Passe estudante para os universitários”, mas  as nossas propostas foram sempre chumbadas pelos deputados da JSD e do PSD”.