Variedades locais das ilhas gregas abordadas em seminário na UMa a 20 e 21 de setembro

Nos dias 20 e 21 de setembro, a Universidade da Madeira (UMa), através do Banco de Germoplasma ISOPlexis, realiza duas conferências, sob o tema aglutinador “Landraces in Greece”, que terão por oradora convidada Penelope Bebeli, Professora Catedrática da Universidade de Agricultura de Atenas (UAA), Grécia, e diretora do Departamento de Melhoramento Vegetal e Biometria (DMVB), da Faculdade de Ciências Agrárias.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, as conferências intituladas, respetivamente, “Collecting Crop Landraces in Greece” e “Diversity of Legume Landraces”, têm início agendado para as 16h, no Anfiteatro 5, no piso 3 do Campus da Penteada.

Destinatários preferenciais são os alunos dos primeiros e segundos ciclos da Faculdade de Ciências da Vida da UMa e os alunos do Curso Técnico Superior Profissional em Agricultura Biológica, mas a iniciativa está aberta ao público em geral e todos os interessados nestas temáticas relacionadas com a agrodiversidade e os produtos tradicionais.

A participação é gratuita mediante inscrição prévia em http://www.uma.pt/isoplexis.

Os interesses de investigação da oradora convidada incidem sobre a área da agrodiversidade e a sua importância para a segurança alimentar. Penelope Bebeli tem no seu currículo a coordenação de diversos projetos internacionais de investigação e mais de 40 publicações em conceituadas revistas da especialidade.

É também membro de corpo editorial de 3 revistas científicas da especialidade e promove um programa de inventariação, avaliação e valorização de variedades locais (landraces) em diversas ilhas gregas.

A deslocação de Penelope Bebeli à Universidade da Madeira realiza-se ao abrigo de um convênio do Programa Erasmus entre a UMa e UAA, em vigor desde 2014, existindo uma colaboração regular entre ambas as instituições no âmbito da genotipagem e fenotipagem dos recursos genéticos para a agricultura e alimentação, de projetos e ações dos programas europeus do ECPGR, COSTs, etc., tendo ambas equipas publicado conjuntamente 2 capítulos e 3 artigos em revistas internacionais.