Câmara do Porto envia especialistas para ajudar o Funchal

calheta fogo - sapo.ptA Câmara do Porto vai enviar na quinta-feira para o Funchal uma equipa multidisciplinar de especialistas “em cenários de catástrofe em Portugal e no estrangeiro” para “avaliar as consequências dos incêndios” que assolaram a região na semana passada.

Em comunicado, a autarquia adianta que a equipa inclui elementos do Batalhão de Sapadores Bombeiros, da Polícia Municipal e da Domus Social e dará apoio na “avaliação e mitigação do ‘stress’ pós-traumático”, na “proteção de edifícios”, na “inventariação do estado do edificado e outras infraestruturas” e na “coordenação e criação de equipas de primeira intervenção”.

“Numa primeira fase, viajarão para o Funchal 11 efetivos que se irão encarregar de inspeções ao edificado, execução de escoramentos em edifícios em risco de ruir, levantamento do edificado afetado pelos incêndios, da área florestal ardida e das vias de comunicação afetadas, constituição das equipas de primeira intervenção e promoção do regresso das famílias às suas habitações”, refere a Câmara do Porto.

Numa segunda fase, acrescenta, a equipa terá uma “atuação virada para a emergência psicossocial, numa avaliação do ‘stress’ pós-traumático decorrente dos incidentes”.

Recordando que as câmaras do Porto e do Funchal “têm colaborado em diversas matérias, depois de um encontro entre os dois autarcas que teve lugar este ano no Porto”, a autarquia portuense diz que, durante os incêndios que causaram três mortos na Madeira e queimaram dezenas de casas e quilómetros de floresta, o presidente Rui Moreira enviou uma mensagem ao seu congénere no Funchal, Paulo Cafôfo, “oferecendo solidariedade e ajuda”, que agora concretiza.

Durante este verão, a Câmara do Porto, através do seu Batalhão de Sapadores, tem já estado envolvida em tarefas semelhantes em concelhos vizinhos, como Vila Nova de Gaia e Gondomar.