“Grita que eu Escuto” entrega presentes a filhos de vítimas de violência doméstica

 

GRITA PRENDAS 1

A empresa Quality Business, no âmbito do projecto ‘Grita que eu escuto’, procedeu à entrega de prendas de Natal às crianças que se encontram nas casas de abrigo, filhos de mulheres vítimas de violência doméstica.

Esta iniciativa, que teve lugar na sexta-feira, dia 18 de Dezembro, pretendeu levar a magia do Natal às crianças que se encontram nas referidas casas de abrigo, mas também levar a “uma reflexão sobre a simbologia do presente na vida de uma criança”, conforme referiu Kátia Borges, esposa do empresário Alan Borges.

“Aqui a simbologia não é trocar o amor e o afecto pelo presente, mas esperar que ele (presente) simbolize alguém que estas crianças nem sequer conhecem mas que, no entanto, se lembrou que elas existem e que quer que elas se afirmem na vida, apesar de terem tido este contratempo na vida” salientou ainda Kátia Borges.

Confiança, motivação, paz e carinho foram ainda palavras que usou para se referir às prendas entregues, as quais traduzem mais uma forma do Projeto “Grita que eu Escuto” cumprir os objectivos para o qual foi criado, e que não se ficam só pelas entregas de cadeiras de rodas, nem pelas parcerias com entidades regionais, mas que está a crescer também fora da ilha, nomeadamente com parcerias com a Cruz Vermelha de Sintra e de Cascais. Outra prova dessa diversificação da ajuda é a entrega de toalhas e lençóis à ADBRAVA, agendada para o próximo dia 21.

Presente nesta entrega Teresa Carvalho agradeceu as prendas entregues e sublinhou o gesto do empresário. Um gesto que deveria servir de exemplo para outros que, podendo fazer o mesmo, ainda não estão cientes do quanto estas iniciativas podem fazer a diferença.