Tribunal da Relação confirma reintegração de trabalhadoras da limpeza na UMa

Uma nota do Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas (delegação do Funchal), refere que o Tribunal da Relação confirmou a sentença do Tribunal do Trabalho do Funchal, que ordenou a uma empresa a reintegração das trabalhadoras do sector da limpeza no posto de trabalho, nomeadamente na Universidade da Madeira.

“A empresa SAMSIC, em 08/07/2017 despediu as trabalhadoras que tinha ao serviço na UMAUniversidade da Madeira”, recorda uma informação enviada à comunicação social.

As profissionais naquela data, organizadas neste sindicato (STAD), lutaram pelos direitos, nomeadamente pelo seu emprego, apresentando-se e permanecendo junto do seu posto de trabalho por variados dias, entre várias outras acções de denúncia e protesto.

Através deste sindicato, recorda o mesmo, foi intentada uma acção judicial contra a empresa SAMSIC e posteriormente contra a empresa SAFIRA, no sentido da reintegração das trabalhadoras nos seus postos de trabalho.

“O Tribunal do Trabalho do Funchal, condenou a empresa a reintregar as trabalhadoras nos seus
postos de trabalho. Decisão, que foi novamente confirmada pelo Tribunal da Relação de Lisboa.
Esta grande Vitória das trabalhadoras, só foi possível, com a unidade e a persistência na Luta”, salienta a entidade sindical.