Homem detido por burla, extorsão e devassa da vida privada

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Madeira, procedeu à detenção de um homem de 41 anos de idade, pela presumível prática dos crimes de burla qualificada, extorsão e devassa da vida privada.

“O detido, no âmbito da sua actividade profissional, travou conhecimento com a vítima, desenvolvendo com esta uma relação de proximidade, o que conduziu à obtenção de uma quantia monetária elevada, criando-lhe a convicção de que se tratava de um investimento e que passava por dificuldades económicas para o concretizar”, refere a PJ.

Posteriormente, diz esta Polícia, perante a recusa da vítima em lhe entregar novos valores, o arguido alterou a sua conduta, exigindo-lhe montantes em dinheiro, para que fotografias e filmes de cariz íntimo partilhados entre ambos não fossem divulgados a amigos e familiares.

O detido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes, para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.