CMF entregou chaves de habitação social a três famílias do concelho

O presidente da CMF, Miguel Gouveia, detentor do pelouro da Habitação Social, e a vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Social na edilidade funchalense, Madalena Nunes, entregaram hoje as chaves de novas moradias a três famílias do concelho com carências graves.

Miguel Gouveia referenciou, na ocasião, a habitação como um direito fundamental dos cidadãos e salientou o trabalho que tem vindo a ser feito pelo Município na área social. “Ao longo dos últimos anos temos acctuado em diversas frentes em prol das famílias funchalenses, implementando políticas sociais importantes, como são exemplo os programas de Apoio à Natalidade e à Família, o Subsídio Municipal de Apoio ao Arrendamento, e os manuais escolares gratuitos para o Ensino Básico, que vieram apoiar centenas de famílias com dificuldades.”

O atual Executivo criou, pela primeira vez na História da autarquia, um regulamento que veio definir os critérios para a atribuição de habitação social no Município e, desde 2013, já foram atribuídas cerca de 75 novas moradias a famílias do concelho.

Consoante as vagas que vão surgindo no parque habitacional existente, os critérios para atribuição variam desde a degradação da respectiva habitação, até à condição socioeconómica dos munícipes, com peso para casos de doença crónica desabilitante, idade avançada, violência doméstica, entre outros.

“A Câmara Municipal do Funchal vai continuar a manter, apesar de todas as dificuldades provocadas pela crise que atravessamos e pelo chumbo do Orçamento Municipal, uma postura de proximidade e de sensibilidade social para com as famílias do Funchal, dando condições para que possam continuar a cumprir, com as melhores condições possíveis, o papel imprescindível que desempenham como núcleos da cidade e da nossa comunidade”, concluiu o edil.