Museu “deita” água às sextas-feiras

gua no MuseuAgua no MuseuTodas as sextas feira, ao final da tarde, é isto. Na zona, o assunto é comentado inclusive pelos motoristas de táxi que ali fazem praça. A rega dos “gigantes” vasos junto à porta do Museu da Eletricidade – Casa da Luz, faz-se de forma tão natural que o passeio fica inundado por muito tempo sem qualquer preocupação por quem passa e sobretudo por quem passa com dificuldades de locomoção.

Tratando-se de uma zona próxima de estações de autocarros e de praça de táxis, é ponto de passagem de um grande número de pessoas, muitas delas idosas, sendo que já houve casos de quedas devido ao acumular das águas no passeio, provavelmente deveria merecer alguma atenção no sentido de alterar procedimentos que fazem parte de uma rotina tendo em vista interesses operacionais e não atendendo às consequências para o exterior.

Claro que é dia de limpeza, claro que é ao final da tarde que isso acontece, claro que as flores devem ser regadas e levam água, muita água em correspondência com a dimensão dos vasos. Mas talvez não fosse má ideia respeitar a zona de passagem e encontrar uma solução de rega à noite, a horas de menor movimento, é uma questão de bom senso.

Bom senso e precaução, um dia destes pode dar mau resultado e provocar problemas maiores a quem ali passa. O risco é grande.