“Vamos meter a viola no saco e pensar no próximo jogo”, reage Costinha que diz não estar fragilizado

Costinha, treinador do Nacional, hoje com uma derrota/escândalo no Estádio da Luz, por 10-0, considerou que “o culpado sou eu, faltou-nos um pouco a mentalidade competitiva, se não a consegui dar, as culpas deverão ser imputadas ao treinador”. Quanto às condições que existem ou não para continuar, disse que “o presidente do clube é que sabe, sabe o que lhe transmiti, sabe o que tenho na cabeça. Por mim, o meu caráter e a minha personalidade não ficam fragilizados com este resultado”

O técnico disse ter havido “mérito do Benfica mas muito demérito da nossa parte. Temos que encontrar explicações, não é bom, não é um resultado aceitável”, sublinhando que as palavras ditas aos jogadores, no balneário, ficam no balneário. “Vamos meter a viola no saco e regressar à nossa casa. Vamos pensar já no próximo jogo”.

Não é caso novo o Nacional sofrer derrota pesada na Luz, aconteceu já um 9-0. Agora foi pior, foi um 10-0. Além disso, há 55 anos que o Benfica não vencia com um resultado desta dimensão.

Relativamente a este encontro, o técnico do Benfica sublinhou que “já estive do outro lado e devo dizer que são dias maus, há que levantar a cabeça”, disse Bruno Lage.

Na próxima jornada, o Nacional, que é 16º classificado com 20 pontos, recebe o Feirense, último com 14.