Rua Dr. Fernão de Ornelas fecha dia 14 de janeiro para a 2ª fase das obras, saiba tudo sobre as alterações à circulação automóvel

Fernão Ornelas imagem final B
As obras da segunda fase da intervenção na Rua Dr. Fernão de Ornelas começam segunda-feira, 14 de janeiro, com o encerramento da rua à circulação automóvel. No final, aquela artéria emblemática do Funchal terá esta imagem.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A primeira fase ficou concluída em novembro de 2018.
Floreiras Fernão ornelas
No início da semana, a Câmara já procedia à retirada das floreiras ao longo da rua, preparando assim a intervenção na segunda fase das obras.

A Rua Dr. Fernão de Ornelas encerra à circulação automóvel na próxima segunda-feira, 14 de janeiro, para a execução da segunda fase das obras, uma intervenção que consiste num projeto arquitetónico de requalificação do arruamento, bem como na substituição das redes de saneamento básico, e traduz um investimento de 313 mil euros suportados pela Câmara Municipal do Funchal.

A primeira fase foi concluída em novembro de 2018, seguindo-se uma interrupção, em dezembro, por ocasião das comemorações natalícias na Baixa. O troço correspondente a essa primeira intervenção, entre a Rua Visconde do Anadia e a Rua do Ribeirinho, já dá algumas indicações relativamente ao que será o projeto global para a parte restante daquela que é uma das mais emblemáticas ruas da cidade do Funchal.

A Autarquia liderada por Paulo Cafôfo considera esta obra como uma “valorização da Rua Dr. Fernão de Ornelas, que é o principal eixo comercial da cidade”, sendo ” estratégica para a economia local e para o turismo do concelho”. A melhoria da mobilidade urbana, a adequação da via à maior circulação pedonal, tornar o espaço público mais seguro e confortável, a valorização do património, e a melhoria dos equipamentos são objetivos a que o projeto de requalificação se propõe, e cuja mais-valia é evidente, refere a Câmara sobre esta intervenção naquela artéria movimentada do Funchal. “Com a intervenção, esta rua histórica terá uma nova imagem e melhores condições para o comércio, à semelhança do que já aconteceu ao longo dos anos, em várias outras ruas da cidade”.

O objetivo da Câmara Municipal é “tornar o Funchal uma cidade cada vez mais acessível, com melhor qualidade de vidas para os residentes, mas também maior atratividade para os turistas, sendo a dinamização do comércio local uma das prioridades políticas do atual Executivo camarário, por via de soluções que melhorem o espaço público, que continuaremos a promover”.

Para esta segunda fase, com início a 14 de janeiro, estão previstas algumas alterações relativamente à circulação automóvel, que será interrompida na Rua do Ribeirinho de Baixo (a sul da Rua do Seminário) e na Rua Dr. Fernão de Ornelas (entre a Rua do Ribeirinho de Baixo e a Rua do Carmo), mantendo-se o acesso ao parque de estacionamento do Anadia, através da Rua do Ribeirinho de Baixo.

Terminados os trabalhos na Rua do Ribeirinho de Baixo, segue-se a Fase 3, onde será mantida a interrupção rodoviária na Rua Dr. Fernão de Ornelas (entre a Rua do Ribeirinho de Baixo e a Rua do Carmo) e será retomada a circulação na Rua do Ribeirinho de Baixo, no troço a sul da Rua do Seminário, permitindo a circulação em direção à Rua Dr. Fernão de Ornelas.

Na Fase 4, última fase, a intervenção irá desenrolar-se no Largo do Phelps e Rua do Carmo, entre a Rua 31 de Janeiro e a Rua Cooperativa Agrícola do Funchal, pelo que torna-se necessário realizar a circulação rodoviária em sentido contrário ao habitual na Rua Dr. Fernão de Ornelas e Rua do Ribeirinho de Baixo, permitindo o acesso ao parque de estacionamento através da Rua Dr. Fernão de Ornelas e saída em direção à Rua do Carmo. Ao chegar à Rua do Carmo o condutor poderá seguir no normal sentido de circulação ou virar à esquerda em direção à Rua das Hortas.

A Câmara do Funchal solicita que “devido aos constrangimentos previstos seja evitada a circulação nos arruamentos afetados, utilizando como alternativa a Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, a Rua João de Deus e a Via 25 de Abril”, adiantando que “durante as Fases 2 e 3, as operações de cargas e descargas serão realizadas na Rua do Carmo, na via de trânsito que permite o acesso à Rua Dr. Fernão de Ornelas.

Vejamos, em quadros, como ficam as alterações, com zonas de intervenção e circulação rodoviária:

imagem fernão ornelas

 

Rua imagem 1

fase-3.png

fase-4.png